Como controlar o consumo de doces das crianças

cfcc261a6eda26ded0584a22c7987909
Enxaguante bucal: vantagens e desvantagens
4 de maio de 2017
implante dentário
Implantes dentários: Mitos e verdades
30 de maio de 2017
Mostrar tudo

Como controlar o consumo de doces das crianças

consumo-de-doces-crianças

As crianças adoram comer doces, disso todo mundo sabe. Você sabia que o paladar doce é inato? As crianças, desde bebês, já apreciam os sabores adocicados. E existe uma explicação científica para isso: o açúcar é uma rápida fonte de energia e está associado ao prazer e bem-estar, uma vez que ele libera a serotonina, o chamado “hormônio da felicidade”.

Mas o consumo excessivo de doces pode gerar graves problemas que afetam a saúde das crianças, prejudicar a saúde dentária, favorecer o aumento de peso e o risco de desenvolver diabetes, cânceres e doenças cardíacas. Além disso, os primeiros anos de vida determinam hábitos e comportamentos que acompanharão a pessoa ao longo da vida. Logo, uma criança que é estimulada a ter uma alimentação saudável desde a infância tem maior probabilidade de se tornar um adolescente e futuro adulto com excelentes hábitos alimentares. Os pais são os maiores influenciadores desses comportamentos.

Saiba a quantidade diária de açúcar que seu filho pode consumir

Para crianças de dois até 5 anos, o consumo de açúcar não pode ultrapassar 10% do valor energético da dieta diária (1300kcal), o que seria o equivalente a no máximo 1 colher de sopa cheia (30g) de açúcar, somando-se todos os açúcares ingeridos. Já para os mais crescidinhos, entre 6 e 10 anos, que necessitam de 1800kcal diárias, a dose diária de açúcar permitida é de 45 gramas (1,5 colher de sopa). Você não precisa restringir o açúcar completamente, mas deve respeitar esses limites. Lembre-se que alimentos como sucos e refrigerantes contém quantidades elevadas de açúcar.

Mantenha horários certos para as refeições

Adote horários específicos para as refeições. Isso incentiva o controle da alimentação saudável,

e facilita que a criança entenda qual é a “hora de comer comida saudável” e “qual é a hora de comer doce”. Dessa forma, a criança compreende melhor se um momento não é adequado para comer doces. Lembre-se de liberar o doce em uma das refeições: não se deve proibir o consumo de alimentos. Pense em opções doces que não fazem mal à saúde, como tortas de frutas feitas com ingredientes orgânicos, ou salada de frutas, por exemplo. Combine, com seu filho, o dia do doce, no qual ele poderá comer seu doce favorito.

Mostre o caminho certo: dê o exemplo

Não adianta nada combinar atitudes saudáveis com a criança e não fazer o mesmo. Se seu filho não puder comer doces em um determinado dia, não coma também. Caso seu filho veja isso acontecendo, todo o combinado entre vocês pode não funcionar. Nas refeições em família, exija que todos se alimentem de forma saudável. Lembre-se de que as crianças tendem a repetir o comportamento de outras pessoas.

Mas e durante as festas de aniversário?

Não proíba que a criança faça o consumo de doces em festas de aniversário – tanto as do próprio aniversário quanto a de amigos, primos e colegas de escola. Ensine à criança a importância de consumir menos doces, e estabeleça regras antes de chegar à festa, para que não hajam exageros. Oriente a criança a não comer mais de um pedaço de bolo, por exemplo.

Não se esqueça de levar a criança sempre ao pediatra, para o acompanhamento de sua saúde. Somente ele poderá avaliar se a criança possui alguma restrição que realmente necessite o corte de doces completamente, e nesse caso o próprio pediatra pode lhe orientar melhor como proceder.
Para o acompanhamento completo da saúde da sua família, procure a Clínica di Paula. Entre em contato pelo telefone (61) 3382-7494 ou por e-mail contato@clinicadipaula.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>