3 cuidados essenciais com a saúde bucal do seu bebê

O fato de os primeiros dentes dos bebês só aparecerem após seus seis meses de vida não impede que os pequenos desenvolvam problemas bucais logo após o nascimento ou mesmo durante a gestação. A arcada dentária ainda em desenvolvimento pede cuidados que, mesmo pequenos, podem evitar grandes problemas futuros. Ainda não sabe como cuidar da futura dentição de seu filho? Confira nossas dicas.

  1. A limpeza é fundamental desde os primeiros dias de vida do bebê

No primeiro ano da criança, o fio dental e a escova de dentes devem ficar de fora dos cuidados bucais, sendo substituídos por outros objetos e pequenas medidas que podem garantir a saúde da boca do seu filho. Em seus primeiros meses de vida, enquanto os dentes ainda não estão formados, limpe a gengiva da criança com uma gaze umedecida após cada mamada. A partir do sexto mês, substitua a limpeza com gazes pela higienização feita com uma dedeira odontológica. Esse objeto encontrado em farmácias facilita a assepsia sem machucar a arcada dentária ainda sensível da criança.

Especialistas recomendam que a escova dental infantil seja usada somente a partir dos 14 meses de idade da criança. Nessa fase, o principal cuidado que os responsáveis devem tomar é na hora de aplicar pasta dental, não exagerando na dose. Em pequenos com menos de três anos, a quantia equivalente a um grão de arroz de creme dental é suficiente para a limpeza. Fique atento também à presença de excessos de produto que pode ficar acumulado depois da escovação. Para diminuir os danos, facilite a extração das sobras de pasta limpando a boca do bebê com uma gaze, já que esse ainda não sabe cuspir.

Além disso, a dificuldade de cuspir também impossibilita o uso de enxaguantes bucais por crianças de até seis anos. Por isso, evite expor seu filho a esses produtos.

  1. Cuidado com os açúcares!

A alimentação do bebê é definidora quando se fala em saúde bucal. Na fase de introdução de alimentos sólidos em sua dieta, fique atento a composição do leite escolhido como fonte de cálcio, observando se seus níveis de açúcar são elevados, bem como analisando rótulos de outras bebidas e comidas que possam elevar as taxas de glicose no organismo da criança. É o caso de sucos, fórmulas comerciais – leites vendidos em pó e complexos vitamínicos – e, principalmente, refrigerantes e biscoitos recheados, que podem causar danos aos dentes dos pequenos. Além de causarem cáries, esses produtos podem ocasionar a erosão dos dentes devido aos elementos ácidos encontrados em sua composição.

  1. Verifique os níveis de flúor no organismo da criança

Hoje, a maioria dos municípios brasileiros conta com água fluoretada já no encanamento, mas é necessário observar se a cidade que você mora conta com esse serviço. O flúor é uma substância essencial para o crescimento saudável dos dentes e, quando ausente ou presente em quantidades menores do que o necessário, deve ser suplementado com a ajuda de um dentista.

Agora você já sabe bem como cuidar do sorriso de quem você mais ama.Siga as dicas e ensine ao seu bebê que sorrir vale a pena!

Para o acompanhamento completo da saúde bucal de sua família, procure a Clínica di Paula. Entre em contato pelo telefone (61) 3382-7494 ou por e-mail contato@clinicadipaula.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>